RUA CLOVERFIELD, 10 | DIA DA PIPOCA

Categorias Filmes e Séries

Eaiiiii, pessoinhas!
Tudo bem?
Eu queria MUITO ter trazido resenha de como eu era antes de você, ou de independence day 2, mas acontece que o dinheiro tá curto aqui em casa, então vai ser resenha de filme que tem na net AHAHAHAH
O filme de hoje foi Rua Cloverfield, 10! Nome esquisito, né?

Dei uma pesquisada depois de assistir e parece que existe o primeiro filme, mas que não tem conexão com esse, são só dois filmes meio que no mesmo mundo. O que me chamou a atenção no filme foi a sinopse que está no PopCorn Time:

“Acordando de um acidente de carro, uma jovem se encontra no porão de um homem que diz ter salvo sua vida depois de um ataque químico ter deixado o ar de fora inabitável.”

cloverfield

E basicamente o filme contra exatamente isso. Michelle, interpretada por Mary Elizabeth Winstead, deixa sua casa após uma briga com o marido. Durante uma ligação ela se distrai e acaba batendo o carro. Logo depois ela acorda em um pequeno quarto, sem janelas, algemada em um ferro que fica na parede ao lado de seu colchão.

Então ela conhece Howard, interpretado por John Goodman, um senhor que diz a ela que salvou sua vida após um ataque aéreo, e que todos lá fora estavam mortos. Só teriam restado ele, Michelle e Emmet, um conhecido de Howard que também estava preso no bunker.

O filme, estreado no dia 7 de abril de 2016 aqui no Brasil, foi dirigido por Dan Trachtenberg, sendo esse seu primeiro longa como diretor, e teve como produtor J.J. Abrams. Quem aí nunca ouviu falar dele? Se caso existir alguém (o que eu duvido né haha), ele foi o cara que escreveu e dirigiu a série LOST.

Tá: J.J. Abrams é um cara fenomenal, faz filmes com ideias incriveis, mas muitos acabam sendo meio que, como posso dizer.. diferente do que foi apresentado.

Rua Cloverfield, 10 foi apresentado como um filme de drama/terror, mas na minha opinião se encaixa mais em um suspense. É um filme que te deixa tenso, do início ao fim. Tem VÁRIAS reviravoltas, mudei de ideia sobre o que tava acontecendo no filme umas 3 ou 4 vezes haha

Você fica realmente procurando por respostas, procurando por uma explicação junto com os personagens. O filme me manteve presa do começo até seus últimos 10 minutos. Agora vocês me perguntam: ué, porque? Como eu não sabia que existia uma pequena ligação com o primeiro filme (Cloverfield – Monstro), eu achei o final muito nada a ver! haha

Entendam, o final é bacana, como eu falei é uma reviravolta TOTAL que você nunca imaginaria. E foi isso que me pegou de surpresa. Eu não imaginava. Quando vi minha reação foi exatamente a mesma que a da personagem principal HAHAHAH

Falando dos personagens, achei todos muito bem elaborados, principalmente o personagem do Howard, que é cheio de enigmas sobre seu passado. Os atores fizeram um ótimo trabalho e eu amei ver a personagem da Mary Elizabeth ser tão forte. Não colocaram ela como uma mulher em perigo que necessita da ajuda de um homem, pelo contrário, ela mostra que consegue fazer o que ela quiser mesmo nas situações mais tensas. Você se apega mesmo nos personagens e torce por eles, sabe?

Eu daria uma nota 4/5, só por causa do final. Tenho certeza que quem assistiu o primeiro filme ou quem sabia que poderia existir algum easter egg de Cloverfield, não se surpreendeu tanto quanto eu e daria um 5 aí! aha

Recomendadíssimo para quem curte um pouco desse terror psicológico, dessa ansiedade que o filme transmite. Queria que vocês assistissem e viessem me falar o que acharam do final HAHAHAHA

E vocês? Alguém já assistiu Rua Cloverfield, 10? Ficaram surpresos? Deixa aí nos comentários! 😀

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *