SILICONE | HERÓI OU VILÃO DOS CABELOS?

Categorias Cabelos

Tá, eu ia fazer esse post ontem (confesso que já passouyy uma semana e.e), mas aí me distraí fazendo outras coisas e quando fui ver já era meia noite! :O HAHAHA
No meu vídeo da resenha dos matizadores da KeraSilk, eu mencionei não gostar de usar produtos com silicone no meu cabelo, e a Nanna, do blog Nanna’s Way, me perguntou porque. Apesar de ter respondido ela lá nos comentários do vídeo, eu achei que seria bacana fazer um post falando só sobre isso, quais silicones são ruins, quais são bons, o que ele faz com seu cabelo após muito tempo de uso, essas coisas.

Primeiramente quero dizer pra vocês que não sou cabeleireira, ou seja, esse post foi escrito após MUITA pesquisa e leitura, vocês podem encontrar muito mais no google se souberem procurar.
Eu comecei a estudar melhor sobre o que eu estava colocando nos meus cabelos quando decidi que queria ficar platinada. Por ser um processo químico que danifica MUITO os fios, eu pesquisei bem a fundo para saber o que eu podia ou não usar no meu cabelo sem que ele tivesse qualquer tipo de queda/corte químico. Então vamos lá!

SILICONE: O QUE É?

silicone

O silicone é usado pela maioria das mulheres como reparador de pontas, após uma escova ou chapinha, pois ele ajuda dar maciez, brilho e a disciplinar os fios, ou seja, ele tira todo aquele frizz que deixa parecendo que a pessoa levou um choque (rs), mas também é encontrado em shampoos e mascaras de hidratação.
O silicone nada mais é do que um composto químico resistente ao calor, água e isolantes elétricos, chegando a aguentar temperaturas de -40°C até 316°C.

VILÃO?

Mas se ele ajuda a controlar os fios rebeldes, deixa o cabelo com uma maciez INCOMPARÁVEL e evita os danos que o calor e o excesso de umidade causam, então porque ele seria um vilão?
Na verdade, o silicone não é um reparador, e sim um tipo de máscara. Pensa em uma maquiagem: a base esconde todas as imperfeições mais visíveis da nossa pele, certo? O silicone tem a mesma função nos fios; ele forma uma camada protetora em volta dos fios para que não ocorra nenhum tipo de agressão externa. Até aí beleza! O problema é: a maquiagem foi feita, mas precisa ser retirada; e a grande maioria dos silicones (não solúveis) não saem com água e acabam acumulando nos fios, causando ressecamento (que uma hora ou outra pode gerar quebra), e deixando o cabelo com cara de sujo. Tirando que uma vez que os fios estão com acumulo de silicone, outros produtos não penetram neles, ou seja, sabe aquele creme de restauração mega caro que você comprou? Então, ele não vai conseguir penetrar no cabelo da forma correta e fazer o seu trabalho.

COMO SABER SE O PRODUTO QUE EU COMPREI TEM SILICONE?silicone

Se você tem mania de sair do trabalho, com pressa, pegar um produto e pagar: PARE! A única forma de você saber se o que você está comprando contém silicone é lendo a composição e identificando os nomes químicos. Claro que a não ser que você tenha uma memória MUITO boa (ou seja muito bom em química), você não vai conseguir decorar todos esses nomes que vou passar pra vocês, mas se você reparar bem todos eles tem algo em comum:

Amodimethicone, Cethearyl Methicone, Cetyl Dimethicone, Cyclometicone, Cyclopentasiloxane, Dimethicone, Dimethiconol, Stearyl Dimethicone, Trimethylsilylamodimethicone, Simethicone, Polydimethylsiloxane, Methicone, Phenyl Trimethicone, Dimethylpolysiloxane,Bis-Aminopropyl Dimethicone

Aí tem uma pequena listinha de alguns dos silicones não solúveis mais usados e encontrados na maioria dos produtos. Notem que todos eles terminam com ONE ou ANE com a excessão do ONOL ali no meio. Então sempre que forem comprar algum produto para os cabelos, prestem atenção nisso.

HERÓI?

Coisas boas que o silicone traz aos fios:

Maciez, brilho, proteção (umidade, calor, poluição..), facilidade para desembaraçar, durabilidade da cor (para quem tinge os cabelos é ótimo), previne o frizz, mantém a umidade e a hidratação dos cabelos.

Em contra partida, temos os silicones solúveis, que são os mais bonzinhos da história, já que são solúveis em água mas mesmo assim ainda deixam um pouco de resíduo nos fios. Para identificar é super fácil! Se o nome do silicone contém a sigla PEG-8 na frente ou depois, ele é um silicone solúvel, por exemplo: PEG-3 DIMETHICONE ou Dimethicone PEG/PPG-20/23 Benzoate. Listinha de alguns silicones solúveis encontrados por aí:

Copolyol Dimethicone, Lauril Copolyol Methicone; Proteína hidrolisada do trigo (Hydroxypropyl Polisiloxano) também encontrada como Hydrolyzed Wheat Protein Hydroxypropyl Polysiloxane.

MAS ENTÃO EU NUNCA MAIS VOU PODER USAR SILICONE NO CABELO?

silicone

Não gente, não é assim! O silicone não solúvel pode não ser bom aos fios, mas quando combinado com um uso controlado e uma lavagem com anti-resíduos, você consegue uma limpeza bem profunda pronta para fazer AQUELA hidratação. Vale lembrar também que shampoo anti-resíduos não é algo para se usar sempre, então, a palavra é MODERAÇÃO! Se for usar o silicone usem ANTES da chapinha e do secador, pois o resultado vai ser muito mais eficaz (já que é a forma correta de se usar, né?), se o cabelo estiver molhado é melhor ainda!

Ah, mas Bruna, depois disso tudo, eu quero parar de usar produtos com silicone no cabelo, mas não consigo abrir mão de um “reparador de pontas” o que eu faço? Usem oleos vegetais! O óleo de argan é ótimo e hoje em dia a gente consegue encontrar de várias marcas. Uma opção mais barata é o Bepanthol Derma, o líquido! Faz milagre nos cabelos!

Bom, agora que vocês já sabem dos prós e contras, é vocês que decidem se vão usar o silicone nos fios ou não! 😛
O que vocês acharam do post? Deixem suas opniões sobre o assunto aí nos comentários! 😀
Beijos!

Comentários

comments

2 ideias sobre “SILICONE | HERÓI OU VILÃO DOS CABELOS?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *